Mais de 250 detidos em Berlim durante protestos no Dia dos Trabalhadores

Mais de 250 detidos em Berlim durante protestos no Dia dos Trabalhadores

Cerca de 50 membros das forças de segurança pública ficaram feridos

AE

Cerca de 50 membros das forças de segurança pública ficaram feridos

publicidade

A Associação de Policiais da Alemanha informou que mais de 250 manifestantes foram detidos desde ontem (1º) durante protestos e marchas convocados para marcar o Dia Internacional dos Trabalhadores em Berlim. Segundo comunicou o órgão, dos mais de 20 diferentes encontros promovidos para celebrar a data na capital alemã, a vasta maioria se manteve pacífica, porém uma marcha de 8 mil pessoas chamada por movimentos de esquerda se tornou violenta, e manifestantes arremessaram garrafas de vidro e pedras contra policiais, bem como queimaram latas de lixos e pedaços de madeira.

Segundo informou o vice-diretor do sindicato policial, Stephan Kelm, cerca de 50 membros das forças de segurança pública ficaram feridos. "Existem sinais claros de que [os protestos] não foram sobre expressão política, mas sim sobre abusar o direito de reunião para cometer sérios crimes", disse. Atualmente, a Alemanha mantém um toque de recolher durante o período noturno a fim de conter a transmissão do novo coronavírus. Entretanto, protestos políticos e reuniões religiosas estão isentas da medida.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895