capa

Manifestante perde a mão em protesto dos coletes amarelos em Paris

Vítima foi identificada como um fotógrafo que acompanhava o protesto

Por
Agência Brasil

Artefato foi disparado pela polícia francesa

publicidade

Um manifestante que acompanhava a manifestação do movimento coletes amarelos teve a mão arrancada por uma granada de efeito moral disparada pela polícia francesa. O incidente ocorreu diante do prédio da Assembleia Nacional, que abriga a Câmara dos Deputados da França, no centro de Paris.

A vítima recebeu os primeiros-socorros no local e foi levada para o hospital. Segundo testemunhas, o ferido foi identificado como um fotógrafo que acompanhava o protesto. Ele tentou defender-se da granada com a mão, mas o artefato explodiu ao ser tocado. A polícia francesa apenas confirmou que havia uma pessoa ferida na mão.

Segundo as autoridades francesas, o número de manifestantes do movimento coletes amarelos está na casa das centenas e foi significativamente mais baixo hoje do que nos protestos anteriores. Eles reclamam do alto custo de vida e pedem a renúncia do presidente francês, Emmanuel Macron.

Os manifestantes iriam do Arco do Triunfo em direção à Torre Eiffel, mas dirigiram-se ao prédio da Assembleia Nacional para protestarem contra a lei antivandalismo aprovada em primeiro turno esta semana pelos deputados franceses. Na frente do prédio, a polícia disparou granadas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. Foi uma dessas bombas que atingiu a vítima.

* Com informações da RTP, televisão pública portuguesa