Menino prodígio de 9 anos abandona a universidade sem se formar

Menino prodígio de 9 anos abandona a universidade sem se formar

Estudos foram suspensos por conta do ritmo do trabalho acadêmico, já que a criança terminaria estudos apenas em meados de 2020

AFP

Laurent já recebeu duas ofertas de bolsas, mas não descarta tirar um ano sabático

publicidade

Laurent Simons, um garoto prodígio de nove anos que estudava engenharia elétrica na Universidade de Tecnologia de Eindhoven (Holanda), suspendeu os estudos devido a divergências com a instituição de ensino sobre o ritmo do trabalho acadêmico. O pai do menino belga "reiterou seu desejo explícito para que seu filho se formasse aos nove anos de idade", o que significa que Laurent deveria concluir um curso de três anos em dez meses, informou a universidade holandesa.

"Ele é um garoto de talento sem precedentes, cujo ritmo de estudo é excepcional. No entanto, a universidade não considera que essa data de conclusão seja atingível, dado o número de exames que Laurent deveria ter passado antes de seu décimo aniversário, em 26 de dezembro", acrescentou a instituição ao abordar a divergência com os pais de Lourent em relação à data de conclusão do curso.

A universidade informou que havia apresentado aos pais um calendário que permitiria ao jovem terminar os estudos em meados de 2020, que em qualquer caso "seria um calendário extremamente rápido". "Os pais decidiram não aceitar este programa e interromper os estudos de Laurent na universidade, o que lamentamos", destacou a universidade.

Filho e pai belga e mãe holandesa, o menino entrou na escola primária aos quatro anos de idade. Cinco anos depois, estava na faculdade. Laurent já recebeu duas ofertas de bolsas de universidades estrangeiras, mas ele não descarta tirar um ano sabático, revelou o pai do menino à AFP.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895