Mil pessoas protestam em Roma contra máscaras e vacinas

Mil pessoas protestam em Roma contra máscaras e vacinas

A maioria dos participantes não usava máscara

AFP

"Não à obrigação de vacinar, sim à liberdade de escolha", dizia um dos cartazes

publicidade

Mil pessoas protestaram, neste sábado, no centro de Roma contra a obrigação de vacinar crianças em idade escolar ou usar máscara em meio à pandemia de coronavírus.

"Não à obrigação de vacinar, sim à liberdade de escolha", "não às máscaras nas escolas, não ao distanciamento", "a liberdade pessoal é inviolável" e "viva a liberdade", eram alguns dos slogans nos cartazes. A maioria dos participantes não usava máscara, confirmou a AFP.

Foto: Vincenzo Pinto / AFP / CP

Um deles carregava uma foto do papa Francisco com a palavra Satã escrita, bem como a cifra 666, considerada um símbolo do diabo.

O chefe do governo italiano, Giuseppe Conte, havia expressado sua posição dias antes desta reunião de militantes antivacinas: "mais de 274.000 doentes e 35.000 mortos [pelo coronavírus]. Ponto final". Conte expressou sua esperança de que o outono não leve a um novo confinamento geral, mas apenas a "intervenções específicas" quando necessário.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895