Milhares de manifestantes pedem independência da Escócia em Edimburgo
capa

Milhares de manifestantes pedem independência da Escócia em Edimburgo

A menos de um mês do Brexit, manifestantes vão às ruas pedir uma antiga demanda que foi rejeitada em 2014 através de uma votação

Por
AFP

Organizadores da manifestação All Under One Banner esperavam reunir pelo menos 100 mil pessoas

publicidade

Milhares de pessoas se manifestaram na tarde deste sábado em Edimburgo para pedir a independência da Escócia, a menos de um mês do Brexit, que voltou a colocar em destaque esta antiga demanda. Os manifestantes saíram por volta das 13h locais do parque de Holyrood, agitando bandeiras escocesas. Entre eles estava a deputada do Partido Nacionalista Escocês (SNP), governista, Joanna Cherry, que apresentou uma denúncia junto à Justiça escocesa para garantir que o premier britânico, Boris Johnson, cumpra uma lei aprovada em setembro, que o obriga a pedir o adiamento do Brexit se não chegar a um acordo com a União Europeia.

Os organizadores da manifestação All Under One Banner esperavam reunir pelo menos 100 mil pessoas. No ano passado, 20 mil pessoas participaram da passeata, segundo a polícia, e 100 mil, segundo os organizadores. Os escoceses se pronunciaram sobre a independência de sua região em um referendo realizado em setembro de 2014, quando o "não" venceu com 55% dos votos.

Mas isto foi antes do referendo sobre o Brexit, que aconteceu em junho de 2016, em que 62% dos escoceses se opuseram a que o Reino Unido deixasse a União Europeia. Agora, eles temem as consequências em sua economia de uma ruptura brutal do país com o bloco comunitário.

A premier escocesa e líder do SNP, Nicola Sturgeon, não perdeu de vista seu objetivo e espera organizar um segundo referendo sobre esta questão até 2021. Hoje, tuitou que não poderia participar da manifestação, mas que estaria ali "em pensamento", e disse aos manifestantes: "Que não lhes restem dúvidas: a independência está chegando."