Na Espanha, tempestade Glória deixa nove mortos e buscas por desaparecidos continuam

Na Espanha, tempestade Glória deixa nove mortos e buscas por desaparecidos continuam

Ao menos cinco pessoas continuam desaparecidas na faixa litorânea espanhola

AFP

A AEMET informou que o temporal já havia começado a diminuir na quarta-feira

publicidade

O balanço do violento temporal que provocou o caos na faixa litorânea espanhola do Mediterrâneo aumentou para nove mortos nesta quinta-feira, enquanto as equipes de resgate continuam as buscas por ao menos cinco desaparecidos. Segundo informações dos serviços de resgate, a última vítima encontrada foi um homem, cujo corpo foi encontrado em um rio próximo ao município de Jorba, situado a 70 quilômetros a noroeste de Barcelona.

Na última quarta-feira encontraram o corpo de um homem que faleceu depois de cair na água, em Palamós, uma cidade portuário localizada a 100 quilômetros ao norte de Barcelona. Também em Pálamos, continuavam as buscas por um marinheiro, e ao sul dessa região, mais precisamente no povoado de Cabacés, havia outro desaparecido.

Nesta quinta-feira, as autoridades locais acrescentaram a informação de que o desabamento de um prédio em Alcoy causou a morte de uma mulher, de 75 anos. A queda do prédio foi ocasionada pela tempestade, asseguraram as fontes oficiais.

A tempestade Glória chegou à região de Alcoy no último domingo, com fortes ventos, chuvas torrenciais e neve, tendo se deslocado em seguida para o norte do país. Movimentadas pelo vendaval, ondas enormes atingiram as cidades costeiras, causando destruição e grandes inundações, danificando lojas, casas e restaurantes. A Agência Estatal de Metereologia (AEMET) havia informado na última quarta-feira que o temporal tinha começado a diminuir.

Nesta quinta-feira, o presidente espanhol Pedro Sánchez visitou algumas das áreas mais afetadas, sobrevoando partes da Catalunha antes de se dirigir às ilhas Baleares, que registrou recorde com uma onda de quase 15 metros na última terça-feira. No arquipélago, três pessoas continuam desaparecidas, entre elas um britânico, de 25 anos, que desapareceu em uma praia ao norte de Ibiza.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895