Nova Zelândia convoca reunião de urgência da APEC sobre pandemia

Nova Zelândia convoca reunião de urgência da APEC sobre pandemia

País já sinalizou sua intenção de acelerar o comércio de vacinas e de suprimentos médicos contra Covid-19 em toda região Ásia-Pacífico

AFP

Jacinda Ardern será a anfitriã do evento que ocorre de forma on-line neste ano

publicidade

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou nesta segunda-feira  uma reunião extraordinária dos líderes do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC) para melhorar a resposta da região à Covid-19 e a seu impacto econômico. A premiê sediará a cúpula anual, a ser realizada de forma on-line em novembro. Ela também convocou uma reunião virtual adicional na próxima sexta-feira para tomar ações imediatas sobre a crise.

Ardern disse afirmou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e seu homólogo russo, Vladimir Putin, confirmaram participação, junto com "a maioria dos outros líderes da APEC". O fórum também inclui México, Chile e Peru. "Esta é a primeira vez na história que os líderes têm uma reunião adicional em nível de líderes e reflete nosso desejo de navegarmos juntos para sair da pandemia da covid-19 e da crise econômica", disse em um comunicado.

"As economias da APEC sofreram sua maior contração [desde a Segunda Guerra Mundial] no último ano, com a perda de 81 milhões de postos de trabalho: responder coletivamente é vital para acelerar a recuperação econômica da região", acrescentou.

A APEC reúne os países da bacia do Pacífico, dos Estados Unidos à Papua Nova Guiné. Em seu conjunto, eles representam em torno de 60% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. A Nova Zelândia, país anfitrião em 2021, já sinalizou sua intenção de acelerar o comércio de vacinas e de suprimentos médicos contra covid-19 em toda região.

 

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895