Novos confrontos registrados em sede do Congresso equatoriano
capa

Novos confrontos registrados em sede do Congresso equatoriano

Manifestantes tentaram romper cordão de isolamento

Por
AFP

Manifestantes tentaram romper cordão de isolamento

publicidade

Novos confrontos foram registrados nesta terça-feira, em Quito, entre manifestantes e a força pública perto da sede sitiada do Legislativo equatoriano, em protesto contra a alta nos preços dos combustíveis, segundo jornalistas da AFP.

Os manifestantes, entre eles jovens com estucos de madeira com a inscrição "guarda indígena", tentam romper o cordão de isolamento para entrar na Assembleia Nacional, alvo de uma tentativa frustrada de ocupação na segunda-feira. "Temos que lutar pelos filhos, pela comida dos nossos filhos. Somos pobres", disse uma indígena que protestava. "Vamos tirar todos os políticos da Assembleia", ameaçou.

Policiais e militares tentavam, com o uso de bombas de gás lacrimogênio, dispersar centenas de manifestantes que chegaram à parte externa do prédio. Em uma rua vizinha, árvores caídas queimavam. Perto do novo epicentro de protestos, milhares de indígenas e camponeses estão reunidos na véspera de uma grande mobilização organizada contra Moreno.