ONU alerta para diminuição da vacinação infantil no mundo todo
capa

ONU alerta para diminuição da vacinação infantil no mundo todo

Queda na imunização ocorreu por conta da pandemia do novo coronavírus

Por
AFP

Pandemia de novo coronavírus faz com que vacinação a crianças diminua ao redor do mundo


publicidade

O número de crianças vacinadas em todo o mundo, que havia se estabilizado nos últimos 10 anos, diminuiu de forma alarmante devido à pandemia de Covid-19, alertaram duas agências da ONU nesta quarta-feira.

Antes do surgimento do coronavírus, no final de 2019, a taxa de vacinação contra difteria, tétano, coqueluche (DTP3) e sarampo já havia estagnado em 85%, com 14 milhões de crianças não vacinadas a cada ano , principalmente na África, lembrou a Organização Mundial da Saúde e o Fundo das Nações Unidas para a Infância.

A pandemia afetou as campanhas de vacinação em três quartos dos 82 países, de acordo com um estudo online realizado em junho por ambas as agências e pela Aliança para a Vacina (Gavi).

O relatório expressa preocupação com a diminuição da vacinação com DTP3 durante os primeiros quatro meses do ano, devido, entre outras coisas, a dificuldades de transporte, a restrições causadas pela pandemia ou ao medo de contágio.

Pelo menos 30 campanhas de vacinação contra sarampo estão ameaçadas em todo o mundo, observam as agências.

"As vacinas são uma das ferramentas mais poderosas da história da saúde, e agora mais crianças do que nunca são imunizadas", lembra o diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, no comunicado.


"Mas a pandemia ameaça esses progressos", enfatiza, pedindo aos países que garantam a continuidade de sua política de vacinação.