Otan se reunirá na sexta após decisão dos EUA de deixar Tratado de Céus Abertos
capa

Otan se reunirá na sexta após decisão dos EUA de deixar Tratado de Céus Abertos

Consequências da decisão americana serão analisadas pelos embaixadores em reunião de urgência

Por
AFP

Anúncio da saída dos EUA do acordo foi dada pelo presidente Trump nesta quinta-feira

publicidade

Embaixadores dos países-membros da Otan foram convocados para uma reunião de urgência na sexta-feira após o anúncio de retirada dos Estados Unidos do Tratado de Céus Abertos, feito pelo presidente americano, Donald Trump, sob a alegação de violação por parte da Rússia, informou nesta quinta um diplomata à AFP.

"A reunião foi convocada para a tarde de sexta-feira" para analisar as consequências da decisão anunciada pelo presidente Donald Trump. A saída dos Estados Unidos do tratado deverá ser efetivada em seis meses, acrescentou a fonte.

A saída dos Estados Unidos do acordo que inclui outros 30 países foi anunciada pelo presidente Donald Trump em coletiva à imprensa, nesta quinta-feira. "A Rússia não aderiu ao tratado", disse ele a repórteres. "Até que eles se juntem, nos retiramos" do acordo, que permite a verificar os movimentos militares e as medidas de controle de armas dos países signatários.

Para Moscou, a decisão americana foi um "golpe" para segurança europeia. "A retirada dos Estados Unidos desse tratado significa não apenas um golpe nas bases da segurança europeia, como também nos instrumentos militares existentes de segurança e nos interesses essenciais de segurança dos próprios aliados dos Estados Unidos", disse o vice-ministro da Relações Exteriores da Rússia Alexandre Grouchko, citado por agências de imprensa locais.