Padre suspeito de pedofilia é encontrado morto na sacristia

Padre suspeito de pedofilia é encontrado morto na sacristia

Italiano pediu 48 horas para escrever carta com pedido de perdão a Deus e à vítima

AFP

publicidade

Um padre italiano que admitiu ter abusado de uma adolescente se enforcou nessa terça-feira na sacristia de sua igreja pouco antes do bispo anunciar oficialmente sua expulsão da paróquia, informou a diocese de Trieste (nordeste).

Em uma conversa no sábado com o bispo, monsenhor Giampaolo Crepaldi, o sacerdote de 48 anos admitiu ter cometido ações graves contra uma moça de 13 anos e solicitou dois dias para preparar uma carta pedindo perdão a Deus, à Igreja e à vítima.

Quando na terça-feira o bispo chegou para informar oficialmente sobre sua expulsão e da abertura de um procedimento canônico contra ele, o encontrou enforcado na sacristia.

Serviço

O Centro de Valorização da Vida (CVV) presta serviços de apoio emocional a pessoas que precisem conversar sobre angústias, solidão, sofrimento ou que pensem em suicídio. O serviço é voluntário, gratuito, anônimo, confidencial, e, segundo a CVV, sem julgamentos. O telefone para contato é 141 ou (51) 3065-4111.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895