Pequim denuncia presença de navios de guerra dos EUA no Mar da China

Pequim denuncia presença de navios de guerra dos EUA no Mar da China

Manifestação ocorre após anúncio de novas tarifas sobre produtos chineses por Trump

AFP

publicidade

O governo chinês denunciou, nesta segunda-feira, a presença de navios de guerra dos Estados Unidos perto de ilhas disputadas no Mar da China Meridional, onde a Marinha americana realiza regularmente operações para defender a "liberdade de navegação".

"A China expressa seu forte descontentamento e sua oposição resoluta" a essa operação naval dos Estados Unidos, declarou a repórteres o porta-voz do ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang. O incidente desta segunda-feira acontece após o anúncio do presidente americano, Donald Trump, de novas tarifas sobre produtos chineses.

Quando questionado pela imprensa, Gen disse que os navios americanos entraram em águas próximas a recifes controlados pela China no arquipélago de Spratley, "sem a permissão do governo militar" na área. A marinha chinesa identificou os navios e "pediu-lhes para sair", acrescentou. Vários países (China, Filipinas, Vietnã, Brunei, Malásia) controlam várias ilhotas e ilhas do arquipélago de Spratley.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895