Peruanos rezam Ave Maria com Papa Francisco

Peruanos rezam Ave Maria com Papa Francisco

Pessoas com cadeiras de rodas, muletas e doentes aguardavam para receber o Pontífice

AFP

Peruanos rezam Ave Maria com Papa Francisco

publicidade

Milhares de peruanos, com balões brancos e amarelos, acolheram o Papa Francisco em seu trajeto entre o Aeroporto de Lima e a Nunciatura, onde o santo padre rezou a Ave Maria em coro com uma multidão. Diante de milhares de pessoas eufóricas, como se fosse uma estrela do rock, o Papa foi saudado em seu trajeto em carro fechado e depois no papamóvel.

"Vim para ver o Papa de perto. Quero lhe pedir saúde para mim e para meus familiares", contou à AFP Rosa Saavedra, que permaneceu durante três horas rezando com um rosário nas mãos. Os fiéis estavam munidos de smartphones, chapéus para evitar o sol, garrafas de água e alimentos ao longo das avenidas percorridas pela comitiva papal.

Diante da Nunciatura, Francisco fez uma breve saudação por microfone à multidão que o aguardava, e a convidou a rezar juntos uma Ave Maria. Após a oração, se despediu com a frase que o caracteriza: "Rezem por mim, não se esqueçam, obrigado por todos que vieram até aqui".

Leigos e religiosos, de todas as idades, se emocionaram com a gentileza do Papa, em meio a cânticos, aplausos e até pulos para manifestar uma alegria contagiante. "Sua visita é muito emocionante para nós, nos trará paz", disse à AFP Mônica, uma freira das Servas de Deus. "Aguardamos o Papa com muita esperança para que abençoe a nossa família e todo o Peru. Ele traz a paz", declarou Ana María Vidal, que veio com as amigas do subúrbio de San Miguel com uma bandeira com a inscrição: "Bem-vindo Papa Francisco". Pessoas com cadeiras de rodas, muletas e doentes se aglomeraram para receber a benção do Papa e pedir por sua saúde.

A polícia deteve por alguns momentos uma jovem com um cartaz com a frase "O Papa encobre pedófilos", e um grupo de dez mulheres, duas com os seios à mostra, protestaram diante da Catedral de Lima contra a visita. Francisco dormirá durante três dias na Nunciatura, no mesmo quarto utilizado pelo Papa João Paulo II, que visitou o Peru em 1985 e 1988.





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895