Promotores iniciam investigação sobre causas do incêndio em Notre-Dame
capa

Promotores iniciam investigação sobre causas do incêndio em Notre-Dame

Equipe já interrogou cerca de 30 pessoas envolvidos em trabalho de restauração

Por
Agência Brasil e Correio do Povo

Incêndio destruiu pináculo e cerca de dois terços do teto

publicidade

*Com informações da NHK

Promotores franceses começaram a investigar o interior da Catedral de Notre-Dame, em Paris, para descobrir as causas do incêndio que danificou seriamente a estrutura histórica. Nessa quarta-feira, autoridades disseram que especialistas e investigadores entraram em partes da catedral para iniciar o trabalho. Eles não haviam conseguido entrar no local devido ao temor de que toda a estrutura pudesse ruir.

O incêndio de segunda-feira devastou a catedral, destruindo seu pináculo de 90 metros de altura e cerca de dois terços do teto. Os promotores investigam a possibilidade de que o incêndio tenha começado por negligência. Há suspeitas de que o trabalho de restauração, que teve início no ano passado, tenha alguma relação com o fogo. Os promotores já interrogaram cerca de 30 pessoas envolvidas no trabalho.
 

 


Monumento histórico, símbolo europeu, foi construido entre 1163 e 1245 e é uma das catedrais mais antigas do ano. Após incêndio que durou cerca de 10 horas e devastou a estrutura do local, o presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou campanha para arrecadação de fundos para reconstrução da igreja. As doações já chegam a 900 milhões de dólares com contribuições de outros países, entidades e grupos milionários.

Especialistas estimam que valor será suficiente para restauração da estrutura que, promete ser longa devido a vulnerabilidades identificadas na estrutura do prédio. Entretanto, em discurso para a televisão, Macron assegurou que a catedral será reconstruída "em conco anos" e "ainda mais bela". Alguns artefatos que estavam no local durante tragédia foram resgatados mas ainda correm riscos.

 

Vídeos