capa

Rainha Elizabeth II manifesta tristeza com ataques na Nova Zelândia

Monarca britânica enviou condolências às famílias e amigos das 49 vítimas dos atentados a mesquitas

Por
AFP

Monarca britânica enviou condolências a famílias e amigos das 49 vítimas dos atentados a mesquitas

publicidade

A rainha Elizabeth II, do Reino Unido e de quinze outros estados independentes conhecidos como Reinos da Comunidade de Nações, além de chefe da Commonwealth formada por 53 estados, incluindo a Nova Zelândia, se declarou "profundamente" triste com os ataques terroristas contra duas mesquitas que deixaram 49 mortos neste país. “Eu fiquei profundamente triste com os terríveis acontecimentos em Christchurch hoje. O Príncipe Philip e eu enviamos nossas condolências às famílias e amigos daqueles que perderam suas vidas”, escreveu a monarca em um comunicado divulgado pelo Palácio Real.

"Também presto homenagem aos serviços de emergência e voluntários que prestam apoio àqueles que foram feridos. Neste momento trágico, meus pensamentos e orações estão com todos os neozelandeses”, completou. A Commonwealth surgiu do império britânico no meio do século 20, e a rainha tem sido sua chefe desde que seu reinado começou, em 1952.