Reino Unido aprova tratamento com base anticorpos monoclonais contra o coronavírus

Reino Unido aprova tratamento com base anticorpos monoclonais contra o coronavírus

Trabalho foi desenvolvido pela GlaxoSmithKline e aceito pela agência britânica de medicamentos

AFP

Reino Unido aprova tratamento da GlaxoSmithKline contra o coronavírus

publicidade

A agência britânica de medicamentos (MHRA) anunciou nesta quinta-feira (2) a aprovação do tratamento da GlaxoSmithKline (GSK) contra o coronavírus a base de anticorpos monoclonais de longa duração, um fármaco que o laboratório afirma que atua contra a nova variante ômicron. O sotrovimab, nome do remédio, se mostrou "seguro e eficaz para reduzir os riscos de hospitalização e de morte nas pessoas com Covid-19 de leve a moderada e com risco grave de desenvolver uma forma severa da doença", afirmou a MHRA em um comunicado.

A GSK destacou que o tratamento atua contra as mutações chave da nova variante ômicron. "O sotrovimab demonstrou que atua contra todas as variantes de preocupação e de interesse definidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS)", afirmou o laboratório. De acordo com a MHRA, apenas uma dose do medicamento pode reduzir o risco de hospitalização e de morte em 79% em adultos considerados de alto risco infectados e com sintomas.

O medicamento foi desenvolvido em associação com o laboratório californiano Vir Biotechnology. No fim de junho, a Comissão Europeia classificou o tratamento como um dos cinco mais promissores contra o coronavírus. O sotrovimab é o segundo tratamento contra o coronavírus aprovado em um mês pelo Reino Unido, depois do molnupiravir, comprimidos do laboratório americano Merck Sharp & Dohme (MSD), que recebeu autorização em novembro.

Veja Também



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895