Reino Unido eliminará gradualmente importação de petróleo russo até fim do ano

Reino Unido eliminará gradualmente importação de petróleo russo até fim do ano

País também está explorando opções para encerrar as importações de gás russo

AE

publicidade

O Reino Unido irá interromper gradualmente a importação de petróleo e seus derivados da Rússia até o fim deste ano, confirmou o secretário de Negócios e Energia do país, Kwasi Kwarteng. A administração também está explorando opções para encerrar as importações de gás russo, informou a autoridade pelo Twitter.

A transição nos próximos meses deve dar "mais do que tempo suficiente" para que o mercado, empresas e cadeias de suprimento substituam as importações russas, que representam 8% da demanda britânica, disse o secretário. "As empresas devem usar este ano para garantir uma transição suave para que os consumidores não sejam afetados", escreveu.

Kwarteng afirmou que o governo irá trabalhar com companhias em uma nova força-tarefa de petróleo para apoiá-las a usar este período para encontrar fontes alternativas de oferta. "O Reino Unido é um produtor significativo de petróleo e derivados, além de possuir reservas significativas", destacou.

Além da Rússia, a vasta maioria das importações de petróleo ao Reino Unido são provenientes dos "parceiros confiáveis" dos Estados Unidos, Países Baixos e Golfo. O governo britânico trabalhará junto a eles para garantir oferta maior do combustível, disse o secretário.

"O mercado já começou a banir o petróleo russo, com quase 70% dele atualmente incapaz de encontrar um comprador", afirmou Kwarteng.

Em relação ao gás natural, o secretário observou que apenas 4% das importações britânicas vêm da Rússia e, portanto, o país não é dependente dessa relação. Ainda assim, outras opções estão sendo exploradas para "acabar com isso completamente".


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895