Relação com EUA está ameaçada após comentários de Biden sobre Putin, diz Rússia

Relação com EUA está ameaçada após comentários de Biden sobre Putin, diz Rússia

Na semana passada, o democrata chamou o presidente russo de "criminoso de guerra"

AE

publicidade

O ministério das Relações Exteriores da Rússia informou, nesta segunda-feira, que convocou o embaixador americano no país, John Sullivan, para entregar a ele uma nota de protesto por comentários recentes "inaceitáveis" do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Na semana passada, o democrata chamou o presidente russo, Vladimir Putin, de "criminoso de guerra", "assassino ditador" e "bandido".

Acompanhe o avanço das tropas russas na Ucrânia a cada dia

Em comunicado, o ministério russo informou ter dito ao diplomata americano que as declarações são "indignas de um estadista de tão alto nível" e colocam as relações entre os dois países "à beira" de serem rompidas. O embaixador também foi alertado de que quaisquer ações hostis contra Moscou receberiam resposta "firme e decisiva".

A nota acrescenta que representantes da pasta confrontaram Sullivan sobre o funcionamento normal das missões diplomáticas russas nos EUA, incluindo garantias de funcionamento ininterrupto.

 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895