Santiago tem toque de recolher pelo quinto dia seguido
capa

Santiago tem toque de recolher pelo quinto dia seguido

Junta Nacional da Defesa antecipou em duas horas a medida

Por
AFP

Um total de 18 já morreram nos protetos

publicidade

As Forças Armadas a cargo da segurança de Santiago decretaram nesta quarta-feira, pelo quinto dia consecutivo, um toque de recolher e anteciparam em duas horas o início da medida com relação à véspera para fazer frente a uma crise social que não cede. A Junta Nacional da Defesa decretou "toque de recolher na região metropolitana entre as 22h de 23 de outubro e as 4h" de quinta-feira, informou o Exército em um comunicado.

Nesta quarta, milhares de pessoas protestavam pelas ruas da capital e por outras cidades do Chile em resposta a uma convocação de greve geral em meio aos protestos em massa desatados há seis dias com 18 mortos, apesar dos gestos de conciliação do presidente Sebastián Piñera. Estudantes, aposentados, professores, funcionários públicos e membros dos serviços de saúde pública acolheram o chamado da Central Unitária de Trabalhadores (CUT) e outras vinte organizações sociais.