Sonho de Merkel na ex-RDA: ver as Montanhas Rochosas e Bruce Springsteen
capa

Sonho de Merkel na ex-RDA: ver as Montanhas Rochosas e Bruce Springsteen

Chanceler afirmou que EUA a atrai por diversidade e cultura

Por
AFP

Merkel confidenciou esta semana detalhes do seu passado

publicidade

Angela Merkel confidenciou nesta semana, às vésperas das comemorações pelos 30 anos da queda do Muro de Berlim, que seu sonho como cidadã da Alemanha Oriental era visitar as Montanhas Rochosas (EUA) e ver o cantor Bruce Springsteen.

Se o Muro não tivesse caído há 30 anos e a RDA comemorasse seu 70º aniversário, "o que seria da senhora?", perguntou o semanário Der Spiegel à chanceler alemã. "Você e eu não teríamos nos encontrado, é claro", responde Merkel, que cresceu na região de Brandemburgo, na antiga RDA. "Afinal, eu ainda poderia ter realizado meu sonho: na RDA, as mulheres se aposentavam aos 60 anos", conta Merkel, que tem 65 anos.

"Então, há cinco anos, eu pegaria meu passaporte e viajaria para os Estados Unidos", acrescenta. "Na RDA, os aposentados eram livres pra viajar, pois aqueles que não eram mais úteis como trabalhadores socialistas podiam sair do país", lembra Merkel.

Os Estados Unidos a atraía? "É claro que eu teria visitado a República Federal da Alemanha. Mas queria fazer minha primeira longa viagem aos Estados Unidos por causa de seu tamanho, diversidade e cultura", explica Merkel, que teve a oportunidade fazer várias viagens a esse país após a queda do Muro, inclusive com seu marido, um cientista de renome, que trabalhou por um ano em San Diego, Califórnia.

"Ver as Montanhas Rochosas, andar de carro e ouvir Bruce Springsteen, era o meu sonho" explica a chanceler, que deixará o cargo o mais tardar em 2021. O cantor e compositor americano foi admirado pela juventude da Alemanha Oriental e foi um dos poucos ocidentais que deu um show em Berlim Oriental, em 1988.