Suécia formaliza pedido de adesão à Otan

Suécia formaliza pedido de adesão à Otan

Parlamento da Finlândia endossou a decisão de líderes para aderir à organização militar

AE

Primeira-ministra da Suécia Magdalena Andersson explicou ontem a ideia de ingressar na Otan

publicidade

A Suécia assinou nesta terça-feira, 17, um pedido formal para ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), um dia depois de o país anunciar que buscaria a adesão à aliança. Na vizinha Finlândia, o Parlamento endossou formalmente a decisão dos líderes finlandeses de também aderir à estrutura militar multilateral.

Os movimentos dos dois países nórdicos encerra décadas de neutralidade e responde à invasão russa da Ucrânia. O presidente finlandês, Sauli Niinisto, chegou à Suécia para uma visita oficial de dois dias e disse: "nós tomamos a paz como garantida; em 24 de fevereiro a paz foi quebrada", em referência à data em que a Ucrânia foi invadida pela Rússia.

"Nossas maneiras antigas de lidar com as coisas não correspondem mais à nova situação", disse Niinisto aos legisladores suecos. "Nossas relações com a Rússia mudaram", completou.

Veja Também

Reunião com Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, receberá a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, para um encontro na Casa Branca na próxima quinta-feira.

Segundo comunicado, os líderes discutirão o processo de adesão dos dois países nórdicos à Otan. Os suecos protocolaram pedido de entrada na aliança militar nesta terça e os finlandeses devem fazer o mesmo nos próximos dias. 



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895