Teste nuclear norte-coreano é "profundamente desestabilizador", diz ONU
capa

Teste nuclear norte-coreano é "profundamente desestabilizador", diz ONU

Secretário geral das Nações Unidas pediu a Pyongyang para interromper essas ações

Por
AFP

Telão exibe documento assinado pelo líder norte-coreano para realizar um teste de bomba de hidrogênio

publicidade

O secretário geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, condenou, neste domingo, o teste nuclear da Coreia do Norte, que qualificou como um evento "profundamente desestabilizador" para a segurança regional e pediu a Pyongyang para interromper essas ações. "Esse ato é, ainda, outra séria violação das obrigações internacionais da Coreia do Norte e mina os esforços internacionais para a não proliferação (nuclear) e o desarmamento", disse Guterres em um comunicado.

"Esse ato também é profundamente desestabilizador para a segurança regional", completou o diplomata português, destacando que a Coreia do Norte é o único país que continua rompendo normas contra testes nucleares. A Coreia do Norte garantiu, neste domingo, ter testado com êxito uma bomba H, despertando críticas no mundo todo.

Guterres também pediu a Pyongyang para "interromper esses atos e cumprir completamente suas obrigações internacionais".  Resoluções do Conselho de Segurança da ONU proíbem o regime norte-coreano de realizar testes nucleares e de mísseis.