Tiros em shopping dos Estados Unidos deixam vários mortos, dizem autoridades
capa

Tiros em shopping dos Estados Unidos deixam vários mortos, dizem autoridades

Ao menos um atirador invadiu estabelecimento na cidade de El Paso, no estado do Texas

Por
Correio do Povo

Movimentação do lado de fora do shopping após o tiroteio

publicidade

Ao menos um atirador, ainda não identificado, invadiu neste sábado um shopping em El Paso, no estado do Texas, nos Estados Unidos, e deixou pessoas mortas e feridas, segundo informações prestadas pelo sargento Robert Gomez. O ataque teria ocorrido em um Wallmart, que fica ao lado Cielo Vista Mall. "Temos entre 15 e 20 vítimas, não sabemos a quantidade de mortes", disse o vice-governador do Texas, Dan Patrick, à Fox News. A polícia não informou o número de vítimas fatais.

Gomez confirmou que pelo menos pessoa está em custódia e que a cena do crime agora é considera uma "cena de homicídio". Todas as unidades federais, FBI, DEA e ATF foram acionadas para auxiliar na busca de outros suspeitos. Ryan Mielke, porta-voz do Centro Médico Universitário de El Paso, disse à Fox News que 11 pacientes estavam sendo tratados no centro de trauma Nível 1 da instalação. Um porta-voz do Del Sol Medical Center disse à emissora que o hospital havia recebido seis vítimas em uma condição desconhecida.

Conforme o prefeito de El Paso, Dee Margo, a informação das fatalidades foi repassada pelo Departamento de Polícia local. O número de mortos, no entanto, ainda é desconhecido. Depois da manifestação, um policial local deu entrevista à imprensa relatando que um "centro de reunificação" foi montado na Macarthur Midlle School. O local servirá para as pessoas que durante a confusão se perderam de parentes. Ele reiterou o aviso de que qualquer aproximação do local do tiroteio será barrada. 

O governador do Texas, Greg Abbot, disse que o tiroteio foi "um ato hediondo e sem sentido de violência". "Nossos corações vão para as vítimas deste tiroteio horrível e para toda a comunidade neste momento de perda", escreveu em um comunicado.