Total de mortos pelo coronavírus sobe para 25 na China

Total de mortos pelo coronavírus sobe para 25 na China

Duas cidades chinesas estão em quarentena, incluindo Wuhan, cidade que registrou origem do vírus

Agência Brasil

Trabalhadores produzindo máscaras em fábrica em Handan, na província de Hebei, Norte da China. O país proibiu trens e aviões de deixar Wuhan no centro de um surto de vírus em 23 de janeiro, procurando isolar seus 11 milhões de pessoas para conter a doença contagiosa

publicidade

Autoridades chinesas informaram, nesta quinta-feira, que aumentou para 25 o número de mortes decorrentes de infecção pelo novo tipo de coronavírus. O total de pessoas afetadas já é superior a 610. Duas cidades chinesas estão atualmente em quarentena. Além da Wuhan, também foi isolada Huanggang, a cerca de 65 quilômetros.

Nessas duas cidades chinesas em quarentena, os transportes públicos foram suspensos e os restaurantes, os cinemas e diversos espaços públicos foram fechados, de forma a evitar a propagação do vírus.

Quase metade das províncias do país está em alerta, incluindo megalópoles como Xangai e Pequim. Também foi detectado um caso em Macau, capital mundial dos jogos de azar, onde os funcionários dos cassinos são obrigados a usar máscaras. Repetindo um pedido do presidente Xi Jinping para "deter" a epidemia, Li anunciou medidas preventivas, como ventilação e desinfecção em aeroportos, estações ferroviárias e shopping centers. Sensores de temperatura corporal também serão instalados em locais movimentados, disse ele.

Muitos países com ligações aéreas diretas ou indiretas com Wuhan, cidade onde a doença surgiu, reforçaram o controle de passageiros, tirando proveito de sua experiência com a epidemia de Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em 2002-2003, um vírus da mesma família. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895