Trabalhadores estrangeiros no Japão superam a marca de um milhão

Trabalhadores estrangeiros no Japão superam a marca de um milhão

Com 1,08 milhão, país registra aumento de 19,4% em relação a 2015

AFP

Com 1,08 milhão, país registra aumento de 19,4% em relação a 2015

publicidade

A quantidade de trabalhadores estrangeiros no Japão superou em 2016, pela primeira vez, a marca de um milhão, anunciou o governo japonês. No total, 1,08 milhão de estrangeiros trabalhavam na ilha no fim de outubro, um aumento de 19,4% com relação a 2015, e que estabelece um recorde, indicou o Ministério do Trabalho.

Entre os trabalhadores estrangeiros havia 345 mil chineses (um aumento de 6,9%), 172 mil vietnamitas (mais 56,4%) e 128 mil filipinos (mais 19,7%). Este aumento reflete a chegada de estudantes e trabalhadores qualificados vindos do exterior, indicou o Ministério.

O Japão registra há algumas décadas um envelhecimento de sua população e a falta de mão de obra, pelo qual o primeiro-ministro, Shinzo Abe, anunciou que iria reformar a legislação de imigração. Entre outras razões, para poder responder à demanda da mão de obra na construção visando os Jogos Olímpicos de 2020. Também para receber mais enfermeiros no setor de saúde.

Apesar do envelhecimento da população, o Japão se mantém reticente à acolhida em massa de estrangeiros. No país vivem 1,75 milhão de estrangeiros, o que equivale a 1,38% da população total da ilha.

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895