Triste com decisão do irmão, príncipe William diz que ele e Harry são "entidades separadas"
capa

Triste com decisão do irmão, príncipe William diz que ele e Harry são "entidades separadas"

"Coloquei meu braço em volta do meu irmão a vida toda e não posso mais fazer isso", disse o Duque de Cambridge, citado pela imprensa britânica

Por
Correio do Povo

Irmãos têm relacionamento conturbado

publicidade

O príncipe William, segundo na linha de sucessão da monarquia britânica, expressou sua tristeza com a decisão de seu irmão, Harry, e da esposa, Meghan Markle, de se afastarem da Família Real (FR) e de seus compromissos como membros da mesma. Citado, pelo jornal The Sunday Times, o duque de Cambridge disse a um amigo: "coloquei meu braço em volta do meu irmão a vida toda e não posso mais fazer isso; somos entidades separadas". Nesta segunda-feira, eles participam de uma cúpula cúpula em Sandringham, convocada por sua avó, a Rainha Elizabeth II, para discurtir o futuro do duque e da duquesa de Sussex.

William espera que os assuntos possam ser resolvidos para que a família real possa mais uma vez atuar como "uma equipe", segundo relatos. "Estou triste por isso. Tudo o que podemos fazer e tudo o que posso fazer é tentar apoiá-los e torcer para que chegue o momento em que todos cantemos da mesma página. Quero que todos joguem no mesmo time". Em um comunicado divulgado na tarde de quarta-feira, Harry e Meghan anunciaram que vão se afastar de suas funções enquanto membros "seniores" da FR. A ideia do casal é trabalhar e se tornar financeiramente independente, enquanto "continua a apoiar totalmente Sua Majestade".

A reunião de segunda-feira será uma oportunidade para as partes discutirem propostas elaboradas após uma série de consultas entre funcionários do palácio e representantes dos governos do Reino Unido e do Canadá sobre como Meghan e Harry podem atingir seu objetivo de desempenhar novos papeis "progressistas" como membros da realeza. O príncipe Charles – primogênito da rainha e pai de Harry e William, com quem mantém relações tensas – e Meghan, que está no Canadá, participarão do encontro; ela, por teleconferência.

Segundo o Sunday Times, serão abordados vários temas como a quantia financeira que o príncipe Charles atribui ao matrimônio de sua reserva pessoal, os títulos reais e o alcance das transações comerciais que Harry e Meghan poderão empreender. Ansiosa para evitar exacerbar uma situação já tensa, a FR deseja seguir com cuidado. Uma fonte disse: 'Não há nenhuma sugestão de que eles serão punidos ou destituídos de seus títulos reais Todo mundo quer encontrar uma solução para isso o mais rápido possível.