Trump ameaça soltar prisioneiros do Estado Islâmico nas fronteiras europeias
capa

Trump ameaça soltar prisioneiros do Estado Islâmico nas fronteiras europeias

Presidente reclama da demora de países para "resgataram" presos em solo americano

Por
AFP

Trump reclama da demora de países para "resgataram" presos em solo americano

publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta sexta-feira soltar prisioneiros do grupo Estado Islâmico (EI) nas fronteiras europeias se França, Alemanha e outros países não recuperarem seus cidadãos capturados. "Eu venci o califado", disse Trump a jornalistas no Salão Oval durante uma reunião com o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison. "E agora temos milhares de prisioneiros de guerra, combatentes do EI", disse Trump.

"Estamos pedindo aos países de onde vieram, da Europa, que peguem esses prisioneiros de guerra", disse Trump. "Até o momento, se negaram", disse Trump, destacando a Alemanha e a França. "Em algum momento, vou ter que dizer 'sinto muito, mas ou você os leva de volta ou os libertamos na sua fronteira'", acrescentou. "Porque os Estados Unidos não terão milhares e milhares de pessoas que capturamos, paradas na Baía de Guantánamo, prisioneiros na Baía de Guantánamo, pelos próximos 50 anos, gastando bilhões de dólares", disse Trump.

O presidente fez uma ameaça parecida há cerca de um mês, quando se queixou da demora dos países europeus para recuperarem seus cidadãos capturados.