Trump volta a falar que seu impeachment é uma "farsa"

Trump volta a falar que seu impeachment é uma "farsa"

Presidente norte-americano deu a declaração em sua chegada ao Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça

AFP

Trump criticou "catastrofistas" da mudança climática em Davos, na Suíça

publicidade

O presidente norte-americano, Donald Trump, classificou seu julgamento político iniciado nesta terça-feira no Senado americano, que pode levar a sua destituição, como uma "farsa" e uma "caça às bruxas". Em sua chegada ao Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, Trump explicou aos jornalistas por que não estava em Washington.

"Viemos nos reunir com os líderes do mundo e traremos (aos Estados Unidos) negócios importantes (...) O resto é uma farsa (...) É a mesma caça às bruxas há anos e, francamente, é vergonhoso", afirmou.

Trump critica "catastrofistas" da mudança climática

Donald Trump ainda criticou os "catastrofistas" que alertam para as sérias consequências das mudanças climáticas, em um discurso diante de líderes políticos, econômicos e outras personalidades no fórum de Davos, entre elas a ativista sueca Greta Thunberg.

"Temos que rejeitar os eternos catastrofistas e suas previsões apocalípticas", disse Trump, poucas horas depois de Greta, que também está em Davos, denunciar que "nada tem sido feito" para combater o aquecimento global.

Trump acusou os "herdeiros dos insensatos videntes do passado" de se enganarem sobre a mudança climática, como já fizeram - segundo ele - quando previram décadas atrás a superpopulação do planeta, ou o fim do petróleo. "Nunca deixaremos os socialistas radicais destruírem nossa economia", afirmou, em uma possível referência a seus rivais democratas na eleição presidencial americana, em novembro.

O discurso de Trump se concentrou em destacar com números abundantes as conquistas econômicas durante sua presidência. Ele também destacou o aumento da produção de petróleo, gás e carvão, que "teve tanto êxito que os Estados Unidos não precisam mais importar energia de nações hostis".


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895