Tufão Phanfone deixa 28 mortos nas Filipinas
capa

Tufão Phanfone deixa 28 mortos nas Filipinas

Ventos deixaram centenas de turistas presos em ilha

Por
AFP

População foi forçada a abandonar suas casas no Natal


publicidade

A passagem do tufão Phanfone pelas Filipinas no dia do Natal deixou 28 mortos e centenas de turistas presos na ilha de Boracay, anunciaram nesta sexta-feira as autoridades locais. O Phanfone alcançou ventos de até 200 quilômetros por hora, destruiu muitas casas e derrubou parte dos cabos do sistema de energia elétrica.

"Existe a probabilidade de que o número de vítimas siga aumentando", disse à AFP o porta-voz da agência nacional de desastres, Mark Timbal. Segundo o funcionário, ao menos doze pessoas permanecem desaparecidas. Entre as vítimas fatais estão vários membros de uma mesma família que se afogaram, um policial eletrocutado quando realizava uma patrulha e um homem atingido por uma árvore.

O Phanfone atingiu duramente importantes destinos turísticos como Boracay e Coron, famosos por suas praias de areia branca, muito populares entre os turistas. Dezenas de milhares de pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas em pleno Natal. Muitas não conseguiram se encontrar com parentes, já que as balsas e voos foram suspensos.

As Filipinas são a primeira grande massa de terra do cinturão de tufões do Pacífico. O país é atingido por quase 20 grandes tempestades em média por ano. Muitas tempestades são fatais e, com frequência, devastam as colheitas, casas e infraestruturas.