Turquia vota em janeiro envio de tropas à Líbia

Turquia vota em janeiro envio de tropas à Líbia

Militares poderão ser cedidos para apoiar governo de união nacional

AFP

Erdogan estuda aceitar convite líbio de ajuda militar

publicidade

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan anunciou que o Parlamento examinará em janeiro uma moção que autorize o envio de tropas à Líbia para apoiar o governo de união nacional (GNA) ante as forças do marechal Khalifa Haftar, que controla o leste do país.

"Vamos apresentar a moção para o envio de soldados à Líbia na retomada das sessões do Parlamento", em 7 de janeiro, disse Erdogan. "Também poderemos responder favoravelmente ao convite do governo líbio legítimo de ajuda militar", completou.

O Parlamento turco aprovou no sábado um acordo de cooperação militar e de segurança assinado com o Governo de Acordo Nacional (GNA) em 27 de novembro, durante uma visita a Istambul de seu líder Fayez al Sarraj. "Apoiaremos por todos os meios o governo de Trípoli, que resiste a um general golpista apoiado por países árabes e europeus", afirmou Erdogan, em referência ao marechal líbio Khalifa Haftar.

O acordo com o GNA permite às partes o envio de militares e policiais para missões de treinamento e formação, afirmaram fontes turcas. Para obter a autorização de envio de forças à Líbia, o governo turco deve conseguir a aprovação no Parlamento de um mandato separado, como faz a cada ano para enviar militares ao Iraque e Síria.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895