Ucrânia acusa Rússia de aumentar entrega de armas para separatistas

Ucrânia acusa Rússia de aumentar entrega de armas para separatistas

Tensão entre países cresce com possibilidade de ação militar por parte de Moscou

AFP

Rússia vive momento de tensão com a Ucrânia

publicidade

A Ucrânia acusou a Rússia, nesta sexta-feira, de aumentarem suas entregas de armas e outros equipamentos militares para os separatistas pró-Rússia em um momento de tensão crescente ante a possibilidade de uma ação militar por parte de Moscou.

"Os responsáveis pelas Forças Armadas russas continuam fortalecendo as capacidades de combate" dos separatistas no leste da Ucrânia, enviando-lhes tanques, sistemas de artilharia e munições, disse o serviço de Inteligência militar ucraniano em um comunicado.

No contexto de fortes tensões, a Rússia anunciou nessa quinta-feira exercícios navais em janeiro e fevereiro no Atlântico, Ártico, Pacífico e Mediterrâneo. "No total, mais de 140 navios de guerra e de apoio, mais de 60 aviões, 1 mil elementos de equipamento militar e cerca de 10 mil militares vão fazer parte" desses exercícios, informou o ministério da Defesa russo, citado pelas agências de notícias do país.

Segundo o ministério, esses exercícios ocorrerão em "águas e mares adjacentes ao território russo" e em "zonas de importância operacional nos oceanos do mundo". "Exercícios separados serão realizados nas águas do Mediterrâneo, no Mar do Norte, no Mar de Okhotsk, na parte nordeste do Oceano Atlântico e no Oceano Pacífico", acrescentou.

 



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895