UE garante lucidez e firmeza em negócios com Reino Unido após Brexit

UE garante lucidez e firmeza em negócios com Reino Unido após Brexit

Presidente do Conselho Europeu afirmou que o desejo é de manter uma relação estreita com o país

AFP

Charles Michel (ao centro) prometeu lucidez e firmeza nos negócios com o Reino Unido

publicidade

O Reino Unido, que sai oficialmente nesta sexta-feira da União Europeia, continuará sendo um "sócio e um país amigo", mas UE será "muito lúcida e muito firme" nas próximas negociações com Londres, segundo o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel. "Desejamos conservar a relação mais estreita possível com o Reino Unido, mas quanto mais desejarem separar-se dos padrões europeus, menos acesso terão ao nosso mercado interno", declarou em uma entrevista à rádio francesa RTL. "Quando você deixa de pertencer ao clube da União Europeia, há consequências", disse. 

Michel declarou ainda que não aceitará qualquer estratégia do Reino Unido para prejudicar a economia do bloco. "O Reino Unido não vira um adversário, é um sócio e um país amigo, mas seremos muito lúcidos e muito firmes: a partir do momento em que o Reino Unidos tentar desenvolver uma estratégia de 'dumping' para tentar prejudicar as economias europeias, não aceitaremos", insistiu. 

Londres deseja que as negociações sobre a futura relação com a UE nas áreas comercial e de segurança sejam concluídas até o fim do ano. "É um prazo curto", disse Michel. "Existe a possibilidade, mas é prematuro falar sobre isto hoje, de prolongar as negociações. Veremos que atitude tomar conforme o processo avançar", disse. Michel admitiu que esta sexta-feira é "um momento triste" e que o Brexit foi um sinal de alarme para todos os países membros. Os países europeus "estão dispostos a trabalhar para tentar cooperar mais, trabalhar juntos para que possamos virar campeões da economia verde (...), donos de nossa própria segurança", completou.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895