UE pede que se respeite a imunidade diplomática na Venezuela
capa

UE pede que se respeite a imunidade diplomática na Venezuela

Bloco evitou se pronunciar sobre refúgio concedido ao líder da oposição no país

Por
AFP

Bloco evitou se posicionar sobre refúgio cedido a López pela Espanha

publicidade

A União Europeia (UE) pediu nesta sexta-feira "respeito pela imunidade diplomática" na Venezuela, após o líder da oposição, Leopoldo Lopez, receber refúgio, cedido pelo embaixador espanhol em Caracas. Questionada se a UE apoia a proteção Lopez, a porta-voz para a política externa da UE, Maja Kocijancic, evitou pronunciar-se sobre o que qualificou como "decisão da Espanha", mas pediu "respeito pela imunidade diplomática em todos os casos".

Em 30 de abril, o dia em que Lopez foi libertado de sua prisão domiciliar por soldados revoltados contra o governo venezuelano, a oposição e sua família se refugiaram como "convidados" na residência do embaixador espanhol. Na quinta-feira, um tribunal de Caracas emitiu um mandado de prisão para o líder da oposição por "flagrantemente" violar a prisão domiciliar que foi decidida em agosto de 2017, mas Madri se recusa a entregar o opositor.