Unesco dará capacetes e coletes à prova de balas para jornalistas na Ucrânia

Unesco dará capacetes e coletes à prova de balas para jornalistas na Ucrânia

Desde o início da guerra, cinco profissionais da imprensa foram mortos

AFP

publicidade

A Unesco fornecerá um primeiro lote de 125 capacetes e coletes à prova de balas rotulados como "Press" como parte das medidas de emergência para proteger os jornalistas que cobrem o conflito na Ucrânia, anunciou a Organização das Nações Unidas nesta quinta-feira.

Desde o início da guerra na Ucrânia, cinco jornalistas - três ucranianos, um franco-irlandês e um americano - foram mortos.

"Milhares de jornalistas estão trabalhando 'in loco' na Ucrânia, muitas vezes sem o necessário equipamento de proteção ou treinamento. Isso é especialmente verdadeiro para jornalistas ucranianos, que anteriormente trabalharam em questões locais e são liberados como correspondentes de guerra sem estarem preparados para os riscos que correm", diz a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em comunicado.

Acompanhe o avanço das tropas russas na Ucrânia a cada dia

A Unesco anuncia que "fornecerá um primeiro lote de 125 kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), compostos por coletes à prova de balas com a palavra 'Imprensa' e capacetes".

"Experiências anteriores de jornalismo em zonas de guerra mostraram que ter EPI de qualidade pode salvar vidas. Por isso, a Unesco trabalhará com seus sócios para que o maior número possível de jornalistas no local na Ucrânia tenham acesso a este equipamento vital", explica Audrey Azoulay, diretora-geral da Unesco.

Serão distribuídos por meio dos Repórteres Sem Fronteiras (RSF) e da Federação Internacional de Jornalistas (IFJ), "a partir da próxima semana". Outra medida adotada pela Unesco é o treinamento para trabalhar em zona de guerra.

"A Unesco traduz para o ucraniano e disponibiliza em vários outros idiomas seus manuais de treinamento para jornalistas em 'ambientes hostis', desenvolvidos em conjunto com RSF", segundo o comunicado.

A organização também lançará "workshops online" sobre ambientes hostis e trauma psicológico, em colaboração com a IFJ e RSF.

A Unesco está atualmente trabalhando com a FIJ "para realocar as duas federações de jornalistas ucranianos para escritórios na Polônia, perto da fronteira com a Ucrânia", acrescentou o comunicado.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895