"Varíola do macaco é algo para todo mundo se preocupar", diz Biden

"Varíola do macaco é algo para todo mundo se preocupar", diz Biden

Segundo presidente americano, trabalho para determinar qual vacina poderia ser eficaz está em andamento

AE

Segundo presidente americano, trabalho para determinar qual vacina poderia ser eficaz está em andamento

publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse neste domingo (22) que os casos recentes de varíola do macaco identificados na Europa e nos Estados Unidos são algo "para se preocupar". "Caso se espalhar, teria consequências", ressaltou, em sua primeira declaração pública sobre a doença.

O presidente estava respondendo a uma pergunta sobre a doença enquanto conversava com repórteres na base aérea de Osan, na Coreia do Sul. Ele visitou as tropas locais antes de decolar para o Japão, em sua primeira visita oficial à Ásia como presidente.

"Ainda não me disseram o nível de exposição, mas é algo para todo mundo se preocupar", afirmou. Ele acrescentou que o trabalho para determinar qual vacina poderia ser eficaz estava em andamento.

Veja Também

O assessor de Segurança Nacional americano, Jake Sullivan, disse aos repórteres a bordo do voo para Tóquio que os EUA possuem suprimentos de "uma vacina relevante para tratar a varíola do macaco". "Temos imunizante disponível para isso", afirmou. Sullivan também disse que Biden está sendo regularmente atualizado sobre a evolução do surto.

A varíola do macaco raramente é identificada fora da África, mas até sexta-feira, 20, havia 80 casos confirmados no mundo inteiro, incluindo ao menos dois nos Estados Unidos e outros 50 casos suspeitos. Embora a doença pertença à mesma família de vírus da varíola, seus sintomas são mais leves. Os infectados geralmente se recuperam em duas a quatro semanas sem hospitalização, mas, em algumas ocasiões, a doença é fatal. 



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895