Veículo que transportava o presidente argentino é apedrejado

Veículo que transportava o presidente argentino é apedrejado

Alberto Fernández viajou para constatar os danos dos gigantescos incêndios florestais no país

AFP

Fernández precisou ser protegido por um "corredor humano"

publicidade

Dezenas de pessoas atacaram com chutes e pedras neste sábado o veículo que transportava o presidente argentino Alberto Fernández na província de Chubut (sul). Ele viajou para constatar os danos dos gigantescos incêndios florestais, segundo imagens da imprensa local.

Ao se retirar da cidade de Lago Puelo, o presidente precisou ser protegido por um "corredor humano" contra o avanço dos manifestantes para a comitiva presidencial. Os manifestantes interromperam a passagem do veículo que transportava Fernández, socando e jogando pedras que quebraram os vidros, conforme observado nas imagens da rede TN e do jornal Clarín.

Com uma escassa presença policial, a multidão conseguiu bloquear os veículos que acompanhavam Fernández por vários minutos, lançando-se inclusive contra a van presidencial. Depois de liberado, várias caminhonetes saíram em alta velocidade entre os manifestantes.

Fernández planeja percorrer neste sábado a região dos incêndios que deixaram um morto, 11 desaparecidos, dezenas de evacuados e mais de 200 casas destruídas pelas chamas que atingiram nesta semana a região de florestas e lagos da Patagônia argentina.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895