Wuhan pode ter 10 vezes mais casos de Covid-19 que o balanço oficial, aponta estudo

Wuhan pode ter 10 vezes mais casos de Covid-19 que o balanço oficial, aponta estudo

Cidade é a mais afetada pelo vírus na China, registrando quase 4 mil mortes

AFP

Número de casos de Covid-19 em Wuhan pode ser 10 vezes maior do que o divulgado

publicidade

O número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus em Wuhan, cidade chinesa considerada a origem da pandemia, teria sido 10 vezes superior ao balanço oficial anunciado até o momento pelas autoridades de Pequim, de acordo com um estudo do Centro Chinês para o Controle e a Prevenção de Doenças.

A Covid-19 foi detectada no fim do ano passado nesta cidade de 11 milhões de habitantes do centro da China, que foi colocada em quarentena durante 76 dias a partir de de janeiro de 2020. De acordo com testes sorológicos realizados em abril, após o pico da epidemia, 4,43% dos habitantes de Wuhan tinham anticorpos, o que significa que o organismo reagiu à presença do vírus.

Veja Também

Isto significa que, em proporção à população de Wuhan, quase 480 mil pessoas foram contaminadas, ou seja, 10 vezes mais do que o balanço de 50 mil casos divulgado até o momento pelas autoridades. A diferença se deve talvez a uma "subestimação dos casos durante o caos entre o fim de janeiro e o início de fevereiro, quando muitas pessoas não foram submetidas a testes, ou porque estes não eram confiáveis", disse Huang Yanzhong, especialista de saúde pública do Council on Foreign Relations, um centro de estudos americano.

Wuhan é a cidade mais afetada da China pelo vírus, que deixou em todo o país 4.634 mortos, segundo o balanço oficial, sendo quase 4.000 nesta localidade. A última morte registrada por Covid-19 na China foi comunicada em maio, quando o vírus já havia se propagada a todo o mundo.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895