Órgãos de segurança do RS reforçam efetivos para proibir aglomerações no Carnaval

Órgãos de segurança do RS reforçam efetivos para proibir aglomerações no Carnaval

Brigada Militar, Guarda Municipal e EPTC vão intensificar a fiscalização para evitar festas clandestinas em Porto Alegre

Sidney de Jesus

publicidade

Mesmo com o cancelamento do Carnaval  de 2021, devido o enfrentamento à pandemia do Coronavírus, os órgãos de segurança do Rio Grande do Sul vão aumentar o policiamento e intensificar a fiscalização para evitar festas clandestinas e aglomerações no período. 

Em Porto Alegre, o efetivo da Brigada Militar,  Guarda Municipal e a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC)  será ampliado para fiscalizar as ruas da cidade, principalmente as áreas  tradicionalmente frequentadas por foliões, como os bairros Cidade Baixa e Moinhos de Vento.  

“Nossa preocupação é com a saúde da população. As equipes de fiscalização dos órgãos de segurança da Capital realizarão um trabalho preventivo para evitar e proibir aglomerações no feriado de Carnaval, e também garantir o cumprimento das normas de prevenção à Covid-19”, afirmou o  secretário municipal de Segurança, Mário Ikeda. 

O comandante da Guarda Municipal, Marcelo Nascimento ressaltou que os agentes  estarão espalhados por diversos pontos de Porto Alegre. “Nosso objetivo é evitar aglomerações e festas clandestinas. Mas também estaremos preparados para dispersar multidões, caso seja necessário”, enfatizou. 

Operação Carnaval 2021 do CRBM

O Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) reforçará o policiamento ostensivo rodoviário  em todas as rodovias estaduais do Rio Grande do Sul até a quarta-feira de Cinzas, 17, através da Operação Carnaval 2021.  O CRBM vai concentrar  seus esforços e intensificar  fiscalizações nos pontos e horários estratégicos apontados como críticos pelas estatísticas, ou seja, aqueles de grande incidência de infrações ou acidentes.  

Os policiais farão ações de fiscalizações voltadas para as condutas que aumentem o risco de ocorrências graves, como ultrapassagens indevidas, consumo de álcool, a falta de equipamentos de segurança (cinto de segurança e cadeirinhas para crianças) e excesso de velocidade, por meio de radares móveis. O Comando Rodoviário da Brigada Militar também irá reforçar as ações de fiscalização dos protocolos sanitários da Covid-19.  


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895