Acusado de matar advogado em Taquari é preso pela Polícia Civil em Novo Hamburgo

Acusado de matar advogado em Taquari é preso pela Polícia Civil em Novo Hamburgo

Agentes da Delegacia de Capturas cumpriram mandado de prisão preventiva

Correio do Povo

Detido foi trazido de Novo Hamburgo para a sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais em Porto Alegre

publicidade

A Polícia Civil confirmou na manhã deste sábado a prisão do acusado de assassinar o então vice-presidente regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Taquari, Itomar Espíndola Dória, 60 anos, no dia 12 de dezembro de 2018 na cidade. O criminoso foi localizado e detido nesta sexta-feira no bairro Canudos, em Novo Hamburgo, pela equipe da Delegacia de Capturas do Departamento Estadual de Investigações Criminais. Os agentes, sob comando do delegado Arthur Raldi, cumpriram mandado de prisão preventiva. As buscas pelo paradeiro do fugitivo já duravam um ano e meio.

O acusado havia sido indiciado por homicídio qualificado no inquérito. No dia do crime, ele entrou no escritório de advocacia da vítima e pediu uma consulta. Um funcionário permitiu a passagem dele que abriu a porta da sala e disparou contra o advogado, baleado seis vezes e morto no local. Depois, o indivíduo incendiou um Fiat Uno, de cor branca e roubado, que usou na fuga. Na época, o criminoso encontrava-se foragido havia nove meses após ter sido condenado por roubo majorado. O assassinato chocou a comunidade local. A OAB/RS realizou até um ato de desagravo público.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895