Após registrar roubo, pais do autor de crime no Lami afirmam ter localizado armas

Após registrar roubo, pais do autor de crime no Lami afirmam ter localizado armas

De acordo com eles, espingardas foram encontradas, mas pistola segue desaparecida

Por
Correio do Povo

Polícia Civil ainda busca escalarecer fatos


publicidade

Menos de 24 horas após terem registrado Boletim de Ocorrência pelo suposto roubo de duas espingardas e de uma pistola 9 mm, os pais do autor do triplo homicídio ocorrido no Lami, no último domingo, informaram à Polícia Civil, no final da tarde desta sexta-feira, que localizaram as duas espingardas.

Porém, a pistola, segundo eles, segue desaparecida. A ocorrência foi registrada na última quinta-feira. “Entraram em contato conosco informando ter encontrado as armas. Eles afirmaram ter esquecido onde elas estavam guardadas, mas o certo é que não foram furtadas. No entanto, o paradeiro da pistola, eles realmente não sabem”, disse o titular da 4ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP), delegado Rodrigo Pohlmann Garcia.

Policiais estiveram na residência e comprovaram que as armas foram localizadas. Segundo o delegado, a mãe de Dionatha Bitencourt Vidaletti, de 24 anos, que estava com ele no dia do crime, deve prestar depoimento no início da tarde da próxima segunda-feira. “Ela disse que vai fazer uma revelação com relação a pistola, e garantiu que tudo vai ficar esclarecido. Estou aguardando para ver o que irá mudar nisso tudo”, ressaltou Garcia. Além disso, a mãe de Vidaletti ainda informou ao delegado que eles devem tirar as armas da residência “pois já entraram na casa”.

De acordo com ele, conforme acordado com os advogados de defesa, somente a mãe de Vidaletti deve prestar depoimento, “mas se o pai for junto e estiver disposto a falar, estaremos lá para ouvir”. O delegado orientou o casal para que fossem até a delegacia onde registraram a ocorrência para informar que as armas foram encontradas e que não houve nenhum roubo.

Curiosidade

Garcia considera curioso o fato de que os policiais estiveram na residência da família, quando cumpriram mandado de busca e apreensão na última segunda-feira, antes da apresentação do acusado, e não encontraram a pistola 9 mm que, conforme a ocorrência registrada pelo casal, teria sido roubada na quinta-feira.


No depoimento dado à Polícia, na última terça-feira, quando se apresentou, Vidaletti disse que a pistola 9 mm pertenceria a uma das vítimas. Apesar disso, o rapaz enviou uma foto de uma arma idêntica para um amigo, falando sobre a aquisição da mesma e, também, foi localizada uma nota fiscal em nome do pai de Vidaletti, o que comprova que a família tinha uma pistola de mesmo calibre.