Aplicativo da Brigada Militar promete aprimorar trabalho policial
capa

Aplicativo da Brigada Militar promete aprimorar trabalho policial

Ferramenta foi apresentada durante Seminário Internacional de Polícia Comunitária

Por
Gabriel Guedes

Policiais militares gaúchos aprovaram a ferramenta, que chega para agilizar o atendimento a ocorrências

publicidade

A inovação é a mais nova aliada no combate ao crime no Rio Grande do Sul. A Brigada Militar aproveitou o Seminário Internacional de Polícia Comunitária, que abriu nesta terça-feira e encerra nesta quarta-feira, na PUC, em Porto Alegre, para apresentar oficialmente o BMMob, o aplicativo que está agilizando o trabalho de seus policiais nas ruas. A ferramenta viabiliza o registro de boletins de ocorrência e termos circunstanciados direto em smartphones e tablets, o que diminui em até cinco vezes o tempo de atendimento, além de eliminar o uso de papel e facilitar o trabalho dos policiais. Uma base móvel da BM, estacionada em frente ao prédio 40 da universidade, demonstrou à comunidade e especialistas como funciona o app.  "Foi uma iniciativa do próprio comando da Brigada Militar, para melhorar o atendimento prestado à população. Foi muito boa a aceitação entre a tropa", ressalta o major-adjunto da PM3 da BM, Hermes Volker.

A ferramenta foi desenvolvida para dispositivos do sistema Android, do Google, e está disponível para download pelos policiais militares na Play Store, na loja da Companhia de Processamento de Dados do Estado (Procergs). Segundo Volker, o aplicativo foi entregue em 2018 e durante este período, que serviu também para efetuar ajustes, foi possível implementar o uso em praticamente todo estado.

O app é de fácil utilização. Nos boletins de ocorrência, por exemplo, o endereço do fato é preenchido facilmente por meio de georreferenciamento obtido pelo GPS. Também tem o autopreenchimento de campos através da inserção de RGs e placas de veículos. Mas engana-se quem acha que o aplicativo é um mero formulário eletrônico. A solução possibilita ainda a consulta a indivíduos, placas e armas. As fotos, vídeos e áudios captados no momento do atendimento da ocorrência também podem ser registrados pelo policial militar no BMMob e transmitidos para o Sistema de Informações Operacionais da Brigada Militar (Siop), ficando anexados à ocorrência para auxiliar a investigação. "Achamos que teria muita resistência, mas como temos uma tropa renovada, que são adeptos da tecnologia, então foi mais fácil", revela o major.

O aplicativo ainda otimiza o serviço dos policiais militares que atuam nos cartórios das unidades da Brigada. Anteriormente, todas comunicações de ocorrência e termos circunstanciados confeccionados fisicamente tinham que ser digitados nos cartórios. Hoje, com o BMMob, a documentação é feita digitalmente pelo policial militar na rua, transmitida para o Siop nos cartórios, onde passa apenas por revisão e conferência.