Assassinato de advogado criminalista gaúcho é apurado pela Polícia Civil de Santa Catarina

Assassinato de advogado criminalista gaúcho é apurado pela Polícia Civil de Santa Catarina

Corpo da vítima foi localizado no bairro Rio Vermelho, no Norte da Ilha de Florianópolis

Correio do Povoi

Ocorrência mobilizou ainda a Polícia Militar e a Polícia Científica

publicidade

A Polícia Civil de Santa Catarina investiga o assassinato do advogado criminalista gaúcho Carlos Eduardo Martins Lima, 31 anos, natural de Bagé, ocorrido no Norte da Ilha de Florianópolis. O corpo da vítima foi localizado em via pública por volta das 8H dessa quarta-feira no meio da mata na servidão Cinco Rosas, no bairro Rio Vermelho. A Polícia Militar compareceu inicialmente no local. Os tênis, telefone celular, carteira, relógio e corrente, entre outros pertences, não foram encontrados.

O Instituto Médico Legal fez o recolhimento do cadáver. A causa da morte, segundo o médico legista que examinou o cadáver, foi politraumatismo causado por múltiplos ferimentos com objeto perfurante. Havia ainda hematomas no rosto.

O caso é apurado pela Delegacia de Homicídios de Florianópolis. No início da tarde, o automóvel da vítima, uma BMW, de cor branca, foi encontrado abandonado em uma região de mata próximo ao terminal lacustre do Rio Vermelho. O veículo estava com as portas abertas e sem as chaves. Uma perícia será realizada nele pela Polícia Científica.

Os agentes da Delegacia de Homicídios, sob comando do delegado Ênio de Oliveira Mattos, realizam diligências na busca de informações quanto à motivação e a autoria do crime. A hipótese de homicídio prevalece, por enquanto, sobre a de latrocínio.

O advogado criminalista atuava em Gravataí. Ele passava o feriadão de Carnaval em Florianópolis, tendo inclusive postado fotos do passeio nas redes sociais.

Foto: PCSC / Divulgação / CP


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895