BM avalia ação no bairro Serraria, em Porto Alegre, como "um recado forte e duro à criminalidade"
capa

BM avalia ação no bairro Serraria, em Porto Alegre, como "um recado forte e duro à criminalidade"

Operação no domingo resultou na prisão de 17 criminosos e apreensão de armamento e munição

Por
Correio do Povo

Bandidos que invadiram área para eliminarem os rivais estavam fortemente armados


publicidade

A Brigada Militar mantém nesta segunda-feira o policiamento reforçado e monitora a situação no bairro Serraria, em especial a vila dos Sargentos, em Porto Alegre. No domingo, uma forte mobilização da BM resultou na ocupação da região após a invasão de integrantes de uma facção para eliminarem o grupo rival e controlarem o tráfico de drogas naquela área. No balanço final da operação foram contabilizados 17 criminosos invasores presos. Houve a apreensão de um fuzil, uma espingarda, duas pistolas, três revólveres, dezenas de munições, quatro radiocomunicadores com seis carregadores, além de facão, dinheiro e tornozeleira eletrônica, entre outros objetos. Um Volkswagen Gol e um Renault Sandero também foram recolhidos bem como 14 celulares. “A ação foi exitosa e rápida. É um recado forte e duro à criminalidade”, avaliou na manhã desta segunda-feira o comandante do 1º BPM, tenente-coronel Leandro Oliveira da Luz, à reportagem do Correio do Povo. “Está tudo normal. A Serraria está apaziguada”, resumiu.

O oficial fez questão de destacar o apoio de outras unidades na operação deflagrada a partir do final da manhã de domingo, referindo-se ao 1º BPChq, 21º BPM, 11º BPM, 4ºRPMon e Batalhão de Aviação da BM, incluindo os setores de inteligência. “Porto Alegre tem essa característica de serem muito unidos os batalhões do Comando de Policiamento da Capital”, destacou, acrescentando que o apoio sempre ocorre quando “alguma guarnição está passando por dificuldade”.

Policiais militares percorreram ruas e becos para capturar os bandidos - Foto: Fabiano do Amaral / CP


O tenente-coronel Leandro Oliveira da Luz lembrou que os policiais militares do 1º BPM foram confrontados pelos criminosos ao chegarem na área para verificar os pedidos de socorro dos moradores sobre a invasão por uma facção, com os bandidos armados entrando nas casas e ameaçando as famílias. “Mexeu com um brigadiano, mexeu com toda a BM. Não estamos sozinho. Vai chegar brigadiano de tudo que é lado. Essa é família brigadiana: ninguém fica sozinho”, enfatizou o tenente-coronel Leandro Oliveira da Luz. Com o policiamento reforçado, a região foi cercada e o único acesso foi bloqueado pelos policiais militares. Surpreendidos e sem chance de fuga, os criminosos foram sendo então capturados no interior da vila dos Sargentos.