BM confirma ao menos outros três veículos atacados com pedras em Porto Alegre

BM confirma ao menos outros três veículos atacados com pedras em Porto Alegre

Além de carros civis, uma viatura do IGP foi atingida na avenida Castelo Branco, na entrada da cidade

Correio do Povo

Viatura do Instituto-Geral de Perícias foi também atacada

publicidade

A Brigada Militar e a Polícia Rodoviária Federal e a Brigada Militar foram mais uma vez mobilizadas após novas ocorrências de pedradas em veículos em Porto Alegre. Após os ataques, o efetivo da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) do 9º BPM efetuou uma varredura no entorno da avenida Castelo Branco, entre o pardal e a ponte móvel do Guaíba, mas nenhum suspeito foi localizado nas buscas realizadas no local. O policiamento ostensivo será intensificado agora tanto pela BM como pela PRF. A Polícia Civil investiga os casos.

Na noite de segunda-feira, um Renault Symbol foi atingido no para-brisa quando trafegava pela avenida Castelo Branco, perto da alça de acesso ao vão móvel da ponte do Guaíba, na entrada da cidade. Meia hora depois, um Volkswagen Amarok foi também alvo de uma pedrada que causou ferimentos leves no motorista. A vítima foi atacada no mesmo sentido da ocorrência anterior.

Veja Também

Por sua vez, o Instituto-Geral de Perícias confirmou que uma viatura rabecão foi igualmente atacada na noite de segunda-feira na mesma área. O para-brisa da caminhonete Chevrolet S10 foi quebrado. A pedra, com cerca de dois quilos, acertou na sequência o banco e caiu no assoalho da cabine do veículo. Os dois servidores do IGP não ficaram feridos. Já ao amanhecer desta terça-feira, um motorista de aplicativo conseguiu desviar o veículo quando percebeu um indivíduo arremessando uma pedra no mesmo local. O carro dele escapou ileso.

No início deste mês, outros ataques foram registrados. O caso mais grave, porém, ocorreu na noite de 12 de junho deste ano. Munike Fernandes Krischke, de 45 anos, morreu após ser atingida por uma pedra. Ela era passageira de um Honda WRV, conduzido pelo marido. Residente no bairro Sarandi, o casal deslocava-se para um jantar em um restaurante na Zona Sul de Porto Alegre, em comemoração ao Dia dos Namorados. 

Foto: Record TV RS/ Especial / CP

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895