BM realiza "flash mob" contra a criminalidade na Região Metropolitana de Porto Alegre

BM realiza "flash mob" contra a criminalidade na Região Metropolitana de Porto Alegre

Em Cachoeirinha, a ação repentina resultou na apreensão de drogas e armas no bairro Campo Belo

Correio do Povo

Houve a apreensão de 218 comprimidos de ecstasy e 40 frascos de lança-perfume, além de maconha e cocaína

publicidade

Ações "flash mob", com execução repentina de barreiras policiais e abordagens, fazem parte da nova estratégia da Brigada Militar para combater a criminalidade na Região Metropolitana de Porto Alegre. Em Cachoeirinha, o 26º BPM deflagrou a tática operacional na noite desta terça-feira no bairro Campo Belo.

Um Renault Clio foi abordado. Houve a apreensão de 218 comprimidos de ecstasy, 40 frascos de lança-perfume, três tijolos e quatro porções de maconha, cinco buchinhas e uma porção de cocaína. Os policiais militares recolheram ainda um carregador de pistola calibre 9 milímetros com 31 munições, um revólver calibre 38 com cinco cartuchos, quatro placas e duas capas de coletes balísticos, uma balança de precisão e dois telefones celulares.

Veja Também

De acordo com o 26º BPM, os entorpecentes estavam sendo transportados no veículo para realizar uma entrega na área. O motorista, de 24 anos, foi preso por narcotráfico, após tentar fugir para dentro de uma residência. O objetivo da BM com as ações "flash mob" é a redução dos índices de criminalidade e dos crimes violentos letais intencionais, integrando o plano tático operacional implementado pela instituição.

O flash mob nasceu no início da década de 2000. Trata-se de uma intervenção performática espontânea e lúdica em local público, com grande número de participantes, de modo disperso, improvisado e sem ensaio. As ações são convocadas nas redes sociais e internet.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895