BM suspeita que quadrilha tenha realizado dois ataques a caixas eletrônicos no Litoral Norte

BM suspeita que quadrilha tenha realizado dois ataques a caixas eletrônicos no Litoral Norte

Tentativas de assalto ocorreram em Atlântida Sul e em Rondinha

Correio do Povo

Após ataque em Rondinha, criminosos incendiaram veículo

publicidade

A Brigada Militar (BM) entrou em alerta após dois ataques a caixas eletrônicos no Litoral Norte. Por terem o mesmo modus operandi, a BM suspeita que a mesma quadrilha seja responsável pelas ações registradas em Atlântida Sul e Rondinha. “Elas são semelhantes. Nenhum dos dois casos teve, por exemplo, o uso de miguelitos, comum neste tipo de crime”, observou o coronel Paulo Ricardo Garcia da Silveira, responsável pelo Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Litoral Norte (CRPO Litoral).

Ele acrescentou ainda o fato dos terminais bancários estarem em estabelecimentos comerciais e os veículos usados serem abandonados e incendiados na fuga, além dos tiros de intimidação serem dados com espingardas calibre 12 e pistolas calibre 9 milímetros. “Eles procuraram também praias pequenas. Realmente, pelo modus operandi, pode ser o mesmo grupo”, afirmou.

O oficial disse que o setor de inteligência da BM já está mobilizado em montar uma estratégia e descobrir o possível esconderijo da quadrilha na região. No entanto, o comandante do CRPO Litoral não descartou a possibilidade dos criminosos não terem um local. “Eles podem vir e voltar à Região Metropolitana”, lembrou.

O ataque mais recente ocorreu no final da noite de domingo quando um caixa eletrônico do Banrisul foi alvo da quadrilha no interior de um mercado situado no cruzamento das avenidas Saquarema e Paraguassú, na praia de Atlântida Sul, em Osório. Os assaltantes chegaram no local em um Chevrolet Agile e em um Renault Sandero. As fachadas de vidro do estabelecimento foram quebradas, e tiros foram efetudos para o alto. No entanto, o ataque acabou sendo abortado. Acionada, a BM realizou buscas na região e localizou o Agile incendiado perto da praia de Santa Terezinha, em Imbé.

Já na noite de quinta-feira passada, véspera de feriado, os ladrões tentaram arrombar um terminal do Banrisul dentro de um supermercado na avenida Interpraias, na praia de Rondinha, em Arroio do Sal. Na ocasião, os criminosos também efetuaram disparos e desistiram do plano, fugindo em um Volkswagen Fox, com placas clonadas e que havia sido roubado na quarta-feira passada em Porto Alegre. Momentos depois, o veículo foi encontrado pegando fogo na ERS 389, na Estrada do Mar. O efetivo do 9º Batalhão de Bombeiros Militar foi acionado para combater as chamas que destruíram o carro. Os ladrões prosseguiram a fuga em um van não identificada.

Outros casos no RS


Em Novo Hamburgo, uma agência do Banrisul foi invadida na madrugada desta segunda-feira na rua Bartolomeu de Gusmão. Para entrar no prédio, os criminosos abriram um buraco na parede que fica ao lado de um terreno baldio. Como o local foi isolado para a perícia, ainda não se sabe se os ladrões conseguiram levar o dinheiro.

Na madrugada de domingo, o Banrisul na rua Sete de Setembro, em Caçapava do Sul, foi invadido e teve o cofre arrebentado com o uso de ferramentas. Já o Banrisul na rua 28 de Dezembro, em Tabaí, também teve um buraco aberto na parede, após as grades de uma cerca serem serradas, para que os ladrões pudessem ingressar no prédio.

Na tarde de domingo, o alvo havia sido o Banrisul na rua Novo Hamburgo, em Portão. Na noite de sexta-feira, feriado de Finados, o Banrisul na travessa Vione em Jóia foi atacado, mas o acionamento do alarme colocou os criminosos em fuga. Em Caxias do Sul, um caixa eletrônico foi arrombado com o uso de maçarico no Banco do Brasil, na rua Luiz Michielon, na madrugada de sexta-feira.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895