Bonitão, do PCC, é levado pela Polícia Federal para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná

Bonitão, do PCC, é levado pela Polícia Federal para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná

Ele havia sido capturado pelas autoridades paraguaias no sábado passado em Pedro Juan Caballero

Correio do Povo

Um forte esquema de segurança foi montado na remoção do bandido da sede da PF em Curitiba

publicidade

A Polícia Federal anunciou a transferência do líder da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) no Paraguai, vulgo Bonitão, 29 anos, para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná. A remoção realizada na sexta-feira contou com um forte aparato de segurança que teve apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, Casa Militar e Departamento Penitenciário Nacional. Ele estava recolhido na sede da Polícia Federal em Curitiba. Bonitão foi entregue pelas autoridades paraguaias no domingo passado, dia 10, para a Polícia Federal na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, na fronteira com Ciudad del Este, no Paraguai.

O criminoso havia sido preso na noite de sábado passado, dia 9, em uma estrada de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, quando dirigia uma caminhonete. Ele portava um fuzil calibre 5.56 com dois carregadores e munições. No domingo, dia 10, ocorreu então uma tentativa de resgate dele com atentado contra a sede da Polícia Nacional do Paraguai, em Pedro Juan Caballero. Os policiais do país vizinho conseguiram conter a tentativa de fuga promovida por um grupo de integrantes da facção.

No dia 11, o esconderijo do grupo foi descoberto em Ponta Porã, ocorrendo um confronto com policiais brasileiros que deixou oito mortos. Armamento pesado foi apreendido na ação realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros, Batalhão de Operações Especiais e Departamento de Operações de Fronteira do Mato Grosso do Sul.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895