Brigada Militar apreende 380 pedras de crack em Cidreira, no Litoral Norte

Brigada Militar apreende 380 pedras de crack em Cidreira, no Litoral Norte

Flagrante do 1° Batalhão de Polícia de Choque ocorreu dentro da operação Golfinho da BM

Correio do Povo

Houve ainda o recolhimento de cocaína, maconha, um revólver com munições e dinheiro

publicidade

A operação Golfinho da Brigada Militar prossegue causando prejuízos ao tráfico de drogas no Litoral Norte. No início da madrugada desta terça-feira em Cidreira, o efetivo do 1° Batalhão de Polícia de Choque (1º BPChq) apreendeu 380 pedras de crack, 21 buchas de cocaína, seis porções de maconha, um revólver calibre 38 com nove munições, além R$ 617,00 em dinheiro. A ação ocorreu na rua Petúnia, no bairro Costa do Sol. Uma traficante foi presa.

O 1º BPChq realizava o patrulhamento na região, quando receberam uma denúncia através de um popular de que uma mulher havia acabado de receber entorpecente. Os policiais militares localizaram a suspeita então que foi abordada com as drogas e a arma.

Ainda em Cidreira, a tropa do 1º BPChq recolheu um revólver calibre 38, maconha, cocaína e crack, além de dinheiro, com um foragido na rua Aparício Brandino de Oliveira, na área central da cidade. Ele tinha dois mandados de prisão em aberto.

Já em Santo Antônio da Patrulha, um outro flagrante foi registrado na madrugada desta terça-feira na rua Danton Pasquali da Rosa, na Várzea. Um traficante foi preso pelos policiais militares do 1º BPChq com um tijolo de maconha pesando 750 gramas e R$ 232,00 em dinheiro dentro de uma sacola. O criminoso usava tornozeleira eletrônica.

Em Tramandaí, o 2° Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (2°BPAT) da BM apreendeu uma pistola calibre 380 em situação de furto e com 19 munições e carregador no bairro Nova Tramandaí. Houve também o recolhimento de cerca de meio quilo de maconha, uma porção de crack, duas balanças de precisão, um telefone celular e R$ 800,00 em dinheiro. Um traficante, com antecedentes criminais por roubo a transporte coletivo, furto de celular e homicídio, entre outros, foi detido.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895