Brigada Militar concentra buscas no norte da ilha do Pavão, em Porto Alegre

Brigada Militar concentra buscas no norte da ilha do Pavão, em Porto Alegre

São procurados os dois últimos envolvidos no ataque ao carro-forte em Guaíba

Correio do Povo

Cerco policial foi mantido no período noturno

publicidade

A Brigada Militar concentrou na manhã desta quinta-feira as buscas no norte da ilha do Pavão, em Porto Alegre, para capturar os últimos dois envolvidos no ataque contra um carro-forte em Guaíba. Na quarta-feira, dois criminosos foram presos e outros dois morreram em confronto durante o cerco policial na região e que manteve-se ativo ao longo da madrugada.

O subcomandante geral da BM, coronel Cláudio dos Santos Feoli, revelou que o efetivo do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) localizou rastros em uma trilha ao norte da ilha do Pavão, o que “pode indicar o caminho dos dois criminosos restantes”. Houve a apreensão de um carregador e uma bandoleira de fuzil no matagal.

Além do BOPE, os efetivos do 1º Batalhão de Polícia de Choque (1º BPChq), Batalhão de Aviação, Comando Ambiental e as Forças Táticas do 9º BPM, 11º BPM e do 1º BPM, estão mobilizados na região. “Utilizamos o helicóptero com o imageador térmico”, destacou o coronel Cláudio dos Santos Feoli.

“Ontem os confrontos ocorreram na parte sul da mata”, observou. “Consideramos o local como área vermelha, passível de confronto imediato”, frisou o subcomandante-geral da BM.

Nesta manhã, o Instituto-Geral de Perícias retornou para o local onde os dois bandidos morreram no confronto. Um perímetro de segurança foi montado para a remoção dos corpos.

Com os dois assaltantes mortos, os policiais militares recolheram mais de R$ 416 mil em dinheiro do carro-forte, duas pistolas calibres 9 milímetros com dois carregadores e 23 munições, um carregador e 30 munições de fuzil de calibre 556, além de um coldre de perna.

Na quarta-feira, outros R$ 3,3 milhões roubados já tinham sido recuperados junto com material tático usado pelos bandidos. Na ocasião, os policiais militares apreenderam também uma falsa viatura Ford EcoSport da Polícia Civil, empregada no ataque, e um Jeep Renegade, uma Renault Duster e uma Mercedes-Benz Sprinter utilizadas na fuga depois do assalto aos vigilantes do carro-forte que abasteceriam caixas eletrônicos de um supermercado em Guaíba.  

Foto: BM / Especial / CP


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895