Buscas ao menino que caiu em córrego de Alvorada têm ajuda de drone e cão farejador

Buscas ao menino que caiu em córrego de Alvorada têm ajuda de drone e cão farejador

Alerta de temporal da Defesa Civil do Estado trouxe, porém, preocupação aos bombeiros militares mobilizados na área

Correio do Povo

Trabalho também é realizado nas margens do riacho que deságua cerca de dois quilômetros depois no rio Gravataí

publicidade

O trabalho de buscas ao menino Nicolas Ferreira Ribeiro, de dez anos, desaparecido em um córrego no domingo passado no bairro Umbu, em Alvorada, contam na manhã desta quarta-feira com a ajuda de um drone levado por uma empresa particular.

A varredura na área, realizada pela Companhia Especial de Busca e Salvamento (CEBS) de Porto Alegre, do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS) acontece ao longo dos cerca de dois quilômetros de extensão do riacho que deságua no rio Gravataí. No entanto, uma preocupação de todos surgiu após o alerta emitido na terça-feira pela Defesa Civil do Estado sobre possibilidade de inundações e transbordamento de córregos e arroios em áreas ribeirinhas da bacia do rio Gravataí, devido ao risco de temporal.

Além do CBES que está empregando até um cão farejador, o efetivo do 8º Batalhão de Bombeiros Militar do CBMRS também está mobilizado na área. Policiais militares do 24º BPM e guardas municipais igualmente prestam apoio.

Uma equipe da Polícia Civil está ainda no local que fica ao lado da avenida Beira-Mar. As buscas são acompanhadas por moradores do entorno e pelos familiares da criança que sumiu nas águas na tarde de domingo quando estava acompanhada do irmão de 11 anos. A criança tentou lavar os pés e chinelos na água e escorregou para dentro do córrego, afundando e não sendo mais visto.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895